Turismo regional: em Caldas Novas (GO), pandemia causou queda de 90% no movimento

Caldas Novas foi uma das cidades mais atingidas pelos efeitos da quarentena. Entenda como foi a pior fase e como estão se adaptando durante a reabertura.

O isolamento social por conta do novo coronavírus afetou o setor do turismo no Brasil. Na cidade de Caldas Novas-GO, o setor representava cerca de 50% do PIB, e, por conta da pandemia, a queda no movimento turístico chegou aos 90%, o que corresponde a um prejuízo mensal na casa dos R$ 100 milhões, segundo a Secretaria Municipal de Turismo da cidade.

A retomada das atividades na cidade foi autorizada desde 1º de julho em hotéis e pousadas; e nos parques aquáticos, desde o dia 10 de julho, com a metade da ocupação disponível. A Secretaria Municipal de Turismo calcula que foram atraídos cerca de 10 mil a 15 mil turistas, sendo que, nos anos anteriores, a média girava em torno de 700 mil no período de Julho. No entanto, não foram todos os estabelecimentos que conseguiram reabrir: cerca de 30 lojas de varejo fecharam definitivamente. 

Piscina do resort “diRoma Acqua Park” em Caldas Novas (GO). / Foto: Reprodução do site do resort

Leoney Lopes da Silva, da Caldas Travel Agência de viagens e Turismo, afirmou que conhece várias empresas que, por não conseguirem cumprir com os compromissos diários e mensais, tiveram que encerrar seu funcionamento. Onde ele trabalha, empréstimos bancários, remarcações e promoções, aliadas à novas ofertas do setor aéreo, foram estratégias encontradas por empresas do setor a fim de recuperar as perdas econômicas, já que o prejuízo da Caldas Travel Agência de viagens e Turismo foi de 90%. 

Ainda de acordo com Leoney, 30% do fluxo de turistas tem sido de moradores de regiões próximas, que enxergam na cidade uma opção viável de turismo nesse momento. Um dos grandes atrativos do município tem sido o pequeno número de infectados, isso se comparado à outros destinos turísticos próximos como Rio Verde (GO) e Três Lagos (MS). 

Quando perguntada sobre o plano de ação do município para reerguer o setor, a Secretaria de Turismo de Caldas Novas informou que deve ser feito o cumprimento do protocolo de retomada dos trabalhos, sem o risco de proliferação da contaminação da COVID-19, o treinamento e capacitação de todo o quadro receptivo local de forma perene, além da manutenção do trabalho com bons produtos, promoção e venda. Mas para a total recuperação das atividades turísticas, não há expectativas para este ano, apenas com o controle da pandemia a partir da futura vacinação em massa. 

O movimento turístico em Fernando de Noronha também teve uma queda drástica. Veja o que aconteceu com o arquipélago no post abaixo:

A pandemia do novo coronavírus, para além de causar impactos extremamente negativos na área da saúde, também promoveu…

Posted by Factual 900 on Wednesday, September 2, 2020

Siga-nos nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *