Histórias de intercâmbio para lugares inusitados

Taiwan, Eslováquia e Egito: três destinos bem diferentões e que podem surpreender quem pensa em um intercâmbio. Os intercambistas Isabella, Laiz e Thiago têm muitos momentos para compartilhar. Confira os vídeos!

Por Alvaro Gadelha, Bruna Sales, Gabriela Girardi, Giulia Gianolla e Leonardo Amaral

A Factual 900 já apurou Os 5 destinos mais procurados para fazer intercâmbio. Mas e os menos? E quem foi para lugares incomuns e mesmo assim trouxe histórias surpreendentes de volta para casa? Conheça histórias de quem fez intercâmbios inusitados!

Foram gravados três depoimentos de jovens que tiveram a experiência de morar em lugares de culturas riquíssimas e completamente distintas da realidade brasileira. Confira os vídeos abaixo.

Isabella Oliveira: intercâmbio para Taiwan

“Foi a melhor experiência da minha vida” é a fala de Isabella sobre o tempo que passou no país asiático. Com apenas 17 anos, a jovem morou em Yilan por um ano, de agosto de 2017 a julho de 2018. Ela foi pela associação Rotary International, cujo objetivo declarado é unir voluntários a fim de prestar serviços humanitários por todo o globo. Sem dúvida alguma, uma experiência muito rica!

Laiz Avila: intercâmbio para a Eslováquia

Também associada ao Rotary International, Laiz Avila, com 17 anos na época, foi fazer intercâmbio na Eslováquia por dez meses, de agosto de 2018 a junho de 2019. Em Rožňava, ela enfrentou desde a dificuldade com o difícil idioma até o fato de ter que lidar com as expectativas sobre o estrangeiro, desconhecido. No vídeo, ela nos conta como combateu tudo isso e fez a experiência ser proveitosa e cheia de momentos inesquecíveis partilhados com pessoas locais e outros intercambistas.

Thiago Cruz: intercâmbio para o Egito

A fim de conhecer uma cultura completamente diferente da sua, Thiago, com 20 anos na época, optou viajar para o país africano por 4 meses. Em Alexandria, ele trabalhou na área comercial de uma agência de publicidade. A AISEC, a maior organização estudantil do mundo, foi a plataforma internacional que possibilitou a viagem. Lá, ele fez passeios em desertos, museus, outras cidades e muito mais. Bem diferente a escolha, né?

Siga-nos nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *